DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

Mecanismos envolvidos nos efeitos antinociceptivos e anti-inflamatórios de dihidro-obovatina em um modelo pré-clínico de dor nas articulações temporomandibulares

Giovanna Oliveira de Brito

 

A dihidro-obovatina é uma molécula sintetizada com base na estrutura de uma molécula de ocorrência natural, que tem um efeito antinociceptivo. O objetivo do trabalho é avaliar se a nocicepção periférica causada por essa droga envolve vias de canais de potássio dependentes de heme oxigenasse (OH-1) e a via NO/ cGMP/ PKG/ K+ATP, e verificar se há mudança na expressão de ICAM-1 e CD55.

 

O modelo utilizado foi o de nocicepção induzida por injeção de formalina na articulação temporomandibular dos roedores. Os testes consistiam em uma administração de dihidro-obovatina antes da injeção de formalina para a mensuração da resposta nociceptiva. O envolvimento das vias HO-1 e NO / GMPc / PKG/ K + ATP foi avaliado com a administração da droga, depois do tratamento com os inibidores de cada via.

 

Foi revelada a ação antinociceptiva e anti-inflamatória da dihidro-obovatina. O efeito nociceptivo não foi dependente do HO-1 nem da ativação do cGMP/ PKG, mas ocorreram através dos canais potássio dependentes de NO e ATP. Além disso houve a diminuição da expressão de ICAM-1/ CD55, e redução dos níveis de mediadores inflamatórios.

 

Referência: Gomes FIF, Do Val DR, Santos RS, Arriaga AMC, Bezerra MM, Chaves HVUFC. Mechanisms involved in the antinociceptive and anti-inflammatory effects of dihydro-obovatin on a pre-clinical model of temporomandibular joint pain. 49° Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, Ribeirão Preto, 17-20 de Outubro de 2017.


Leitura original e/ou complementar