DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia
Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP
Faculdade de Farmácia - Universidade Federal da Bahia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

Uma luz na escuridão - a terapia a laser como um tratamento alternativo para a dor

Pedro Santana Sales Lauria

 

É muito provável que você já tenha visto um dispositivo de laser; talvez você até mesmo tenha um em forma de chaveiro. O que muita gente não sabe é que esta tecnologia tem várias aplicações além de fazer o seu gato correr em círculos enquanto destrói a casa. Alguns destes usos se tornaram bastante populares, como a depilação a laser e a remoção de tatuagens. Mas você sabia que a terapia a laser pode ajudar no controle da dor?

 

A terapia com laser de baixa potência, conhecida como fotobiomodulação, foi proposta em 1968 pelo médico húngaro Endre Mester. A fotobiomodulação pode ser útil na cicatrização de feridas, regeneração muscular e no tratamento da dor. Mas como isso é possível? Acredita-se que as células conseguem absorver a energia do laser por meio de moléculas especiais que podem interagir com a luz, denominadas cromóforos. O resultado é uma mudança no metabolismo da célula, que passa a produzir substâncias que são responsáveis pelos efeitos benéficos.

 

Um estudo realizado por pesquisadores do Brasil, Noruega e Suécia avaliou o efeito da fotobiomodulação em pacientes que sofriam de dor lombar crônica não específica. Metade dos participantes recebeu aplicações de laser na região lombar, enquanto os demais receberam uma aplicação falsa (grupo placebo). Aqueles que foram tratados com laser relataram menores níveis de dor em relação aos não tratados. O efeito analgésico foi associado à diminuição nos níveis plasmáticos de prostaglandina E2, uma das principais substâncias envolvidas na dor e que está elevada em pacientes com dor lombar não específica. Por ser um tratamento seguro e eficaz, é possível que no futuro a fotobiomodulação seja cada vez mais utilizada no tratamento da dor.

 

Referência: Tomazoni SS, Costa LOP, Joensen J, et al. Photobiomodulation Therapy is Able to Modulate PGE2 Levels in Patients With Chronic Non-Specific Low Back Pain: A Randomized Placebo-Controlled Trial [published online ahead of print, 2020 Apr 24]. Lasers Surg Med. 2020.

 

Alerta submetido em 29/05/2020 e aceito em 01/06/2020.