DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia
Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP
Faculdade de Farmácia - Universidade Federal da Bahia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

Tratamento individualizado para dor lombar crônica

Maria Clara Alexandroni Cordova de Sousa

 

Pesquisadores do Instituto de Pesquisa Educacional da University Health Network, localizado em Toronto, Canadá, realizaram em 2022, uma revisão sistemática sobre a identificação fenotípica e outros fatores determinantes para a variabilidade entre os pacientes, isto é, as diferentes reações a cada tipo de tratamento. Os principais achados da pesquisa foram que as características associadas a dor, o estado psicológico, social e sensorial foram os domínios fenotípicos mais importantes para serem considerados na avaliação da dor lombar crônica. Compreendendo que esses aspectos são variáveis de paciente para paciente, o objetivo do estudo foi alcançado a fim de incentivar uma avaliação mais individualizada aos indivíduos com dor lombar crônica, para adaptar o tratamento mais eficiente para cada pessoa.

 

A motivação principal do estudo foi a percepção de que muitos indivíduos com queixa de dor lombar são tratados com métodos considerados eficazes, entretanto, existe uma variação considerável do resultado de paciente para paciente, podendo ser eficaz para alguns e não apresentar melhora para outros. Quarenta e três estudos foram incluídos na revisão, dos tipos observacionais transversais e estudos de caso-controle ou de coorte, todos abordavam a identificação fenotípica de preditivos ou desfechos relevantes para o tratamento da dor lombar crônica. A extração de dados e avaliação de qualidade foram feitas através de formulários padronizados e lista de verificações.

 

A principal limitação da pesquisa foi a linguagem, apenas estudos de língua inglesa foram incluídos na pesquisa, além da exclusão de estudos de fenotipagem sobre tratamentos específicos para dor lombar, devido a ampla escala de tratamentos existentes. A revisão é de grande relevância para a comunidade da saúde, por compreender que a identificação das características variáveis dos pacientes com dor lombar crônica pode influenciar positivamente na escolha de um tratamento mais adequado, além de promover um cuidado individualizado e mais humanizado.

 

Referências: Hassan, S., Nesovic, K., Babineau, J., Furlan, A. D., Kumbhare, D., & Carlesso, L. C. (2023). Identifying chronic low back pain phenotypic domains and characteristics accounting for individual variation: a systematic review. Pain, 164(10), 2148–2190. https://doi.org/10.1097/j.pain.0000000000002911

 

Alerta submetido em 22/12/2023 e aceito em 22/12/2023.