DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

Avaliação da eletroacupuntura e exercícios físicos em modelo de monoartrite em ratos

Alexandre Hashimoto Pereira Lopes

 

A osteoartrite (OA) é um distúrbio que acomete as articulações móveis. Suas principais características envolvem o estresse celular e degradação da matriz extracelular, incluindo a participação de citocinas pró-inflamatórias e ativação da imunidade inata. Um dos principais eventos da doença é o aparecimento da dor crônica que leva a baixa qualidade de vida dos pacientes, além dos custos financeiros do tratamento da OA. A acupuntura e a estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) são recomendadas como intervenções não farmacológicas. Neste estudo, ratos Wistar machos foram divididos aleatoriamente em 5 grupos, incluindo controle, salina, EX, EA e associação (EX + EA). Para indução da monoartrite foi realizado injeção intra-articular do tornozelo esquerdo de Adjuvante Completo de Freund (CFA) contendo 1 mg/mL. A taxa de incidência e gravidade da doença foram avaliadas através da medida do edema da pata. Os animais foram submetidos aos testes nociceptivos: paw-flick (hiperalgesia térmica), esimulação ao frio (hiperalgesia fria) e avaliação da atividade motora, no dia 0 (basal), 7 (após injeção de CFA e antes das sessões). Os resultados demonstram que após 10 sessões, o grupo EX apresentou bons resultados no controle da evolução da inflamação induzida pela CFA quando comparado ao grupo EX + EA, reduzindo o edema da pata. O grupo EX + EA aliviou a dor inflamatória verificada pela alodinia mecânica. O grupo EA apresentou melhora da hiperalgesia ao calor após 10 sessões, quando comparado aos demais grupos. Também houve melhora da hiperalgesia ao frio quando comparado ao grupo EX + EA após 10 sessões. Não houve melhora significativa nos protocolos terapêuticos nos resultados após 5 sessões, exceto na avaliação da atividade motora, onde o grupo EX + EA apresentou maior atividade motora do que o grupo que recebeu o tratamento com EA. O presente estudo demonstra, pela primeira vez, a relevância destes tratamentos (EX, EA e EX + EA), servindo como alternativa para novos tratamentos. Estudos adicionais estão em desenvolvimento para aprofundar os mecanismos envolvidos na fisiopatologia da OA.

 

Referência: Rebelo IN, Martins GA, Ferraz AG, Witz MI, Souza AH. Evaluation of electroacupunture and physical exercises in monoarthritis model in rats. 50th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics, Brazil, Ribeirão Preto, 25 a 28 de setembro de 2018.

 

Alerta submetido em 04/12/2018 e aceito em 04/12/2018.

 


Leitura original e/ou complementar