DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

Envolvimento de citocinas na síndrome de dor aguda induzida pelo Paclitaxel em camundongos

Mariane Aparecida da Silva Marques

 

O Paclitaxel, agente quimioterapêutico de primeira escolha usado para tratar vários tipos de tumores sólidos, está associado à dor patológica. Esta dor patológica inclui a dor que ocorre imediatamente após o tratamento (conhecida como síndrome de dor aguda associada ao Paclitaxel), que ocorre em dias após cada dose e geralmente diminui em dias, e a dor que persiste por semanas a anos após o término do tratamento com o paclitaxel. Os mecanismos subjacentes à síndrome de dor aguda associada ao Paclitaxel permanecem desconhecidos. Portanto, este estudo avaliou o envolvimento de citocinas inflamatórias na síndrome da dor aguda associada ao Paclitaxel.

 

Após uma única injeção de Paclitaxel em camundongos houve indução de hipersensibilidade mecânica e fria dentro de 2 horas, com pico entre 4 e 6 horas, mas o efeito foi resolvido dentro de 24 horas. O uso de Paclitaxel também induziu aumento da expressão de IL-6, TNF-α, IL-1β, MCP-1 e KC nos gânglios da raiz dorsal, medula espinhal, nervo ciático e sangue em camundongos.

 

Com esses resultados sugere-se que a expressão de IL-6, TNF-α, IL-1β, MCP-1 e KC podem contribuir para a síndrome da dor aguda associada ao Paclitaxel.

 

Referência: Oliveira FFB, Fonseca MDM, Lopes AHP, Cunha TM, Vale ML. Involvement of cytokines in paclitaxel-induced acute pain syndrome in mice. 49° Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, Ribeirão Preto, 17-20 de Outubro de 2017.

 


Leitura original e/ou complementar