DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia
Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP
Faculdade de Farmácia - Universidade Federal da Bahia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

Viabilidade e confiabilidade da avaliação sensorial quantitativa protocolada em jovens

Mariana Jonas Smith

 

Um estudo realizado nos EUA analisou a confiabilidade e viabilidade de executar uma avaliação sensorial quantitativa em jovens por meio de um protocolo, bem como a possibilidade de padronizá-la. O estudo contou com 277 jovens entre 11 e 18 anos que tinham dor aguda musculoesquelética pós-cirúrgica ou pós-lesão, em três locais diferentes. A análise foi feita a partir de testes para avaliar a dor, buscando possíveis erros que tornariam o processo inviável ou não confiável.

 

Os jovens foram divididos em dois grupos, um para lesão e outro para cirurgia. Foram realizados testes quanto à resistência ao calor, resistência ao frio, estímulos de pressão e estímulos de picada. Junto a isso, foram feitas perguntas sobre sexo, etnia, medicamentos utilizados e ciclo menstrual, para pessoas do sexo feminino, a fim de buscar outras variáveis que afetassem os resultados. Além disso, um treinamento foi realizado com todos os examinadores para que a conduta e confiabilidade fossem avaliadas integralmente.

 

A avaliação sensorial quantitativa se mostrou viável e confiável para estudos de pesquisa em jovens. Embora o estudo não tenha englobado a população uniformemente, se restringindo a grupos específicos, a pesquisa revela a possibilidade de padronização, facilitando a classificação e evitando ambiguidades.

 

Referências: Li R, Holley AL, Palermo TM, Ohls O, Edwards RR, Rabbitts JA. Feasibility and reliability of a quantitative sensory testing protocol in youth with acute musculoskeletal pain postsurgery or postinjury. Pain. 2023;164(7):1627-1638. doi:10.1097/j.pain.0000000000002865

 

Alerta submetido em 25/08/2023 e aceito em 05/12/2023.