DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

A cúrcuma melhora a nocicepção e o comprometimento cognitivo

Erika Ivanna Araya Pallarés
 

Pacientes com dor neuropática frequentemente apresentam danos cognitivos, sendo a deterioração da memória a principal manifestação clínica. Esses danos cognitivos resultam em perda de qualidade de vida, portanto é imprescindível buscar novas estratégias terapêuticas. Neste sentido, a cúrcuma, um pigmento amarelo derivado do rizoma da Curcuma longa, apresenta propriedades analgésica, anti-inflamatória e neuroprotetora.

 

Neste estudo foi utilizado um veneno de cobra para induzir a dor trigeminal em ratos. O tronco do nervo trigêmeo foi exposto e, em seguida, injetou-se 4 µL de uma solução contendo 0,4 mg de veneno de cobra liofilizado. O grupo sham recebeu uma injeção de salina. No décimo-quinto dia após a indução os animais receberam tratamento oral com cúrcuma (45 mg/Kg) duas vezes ao dia durante 28 dias. Os resultados demonstram que o tratamento com cúrcuma diminuiu a alodinia mecânica nos dias 28, 35 e 42. Além disso, foi avaliado o comportamento exploratório e de limpeza facial, observando uma redução neste tempo nos dias 21 e 42, bem como um aumento da exploração entre os dias 21 e 42. O comportamento do tipo ansioso, avaliado pelo tempo de permanência no quadrante central do campo aberto, foi reduzido pela cúrcuma. Adicionalmente, foi demonstrado que os neurônios da região CA1 do hipocampo dos ratos alodínicos apresentam alterações morfológicas, bem como uma redução de sinapses, e que o tratamento com cúrcuma aumentou significativamente essas sinapses, melhorando a morfologia dos neurônios. Portanto, a melhora no comprometimento cognitivo por cúrcuma pode estar associado às alterações estruturais dos neurônios e sinapses na região CA1 do hipocampo. Estes resultados sugerem que a cúrcuma pode ser uma estratégia terapêutica para o comprometimento cognitivo induzido por dor neuropática crônica.

 

Referência: Curcumin alleviates pain and improves cognitive impairment in a rat model of cobra venom induced trigeminal neuralgia. Li Zhang, Xinli Ding, Zhe Wu, Min Wang, Ming Tian. J Pain Res. 2018; 11: 1095–1104.

 

Alerta submetido em 13/07/2018 e aceito em 13/07/2018.

 


Leitura original e/ou complementar