DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia
Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - USP
Faculdade de Farmácia - Universidade Federal da Bahia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

A importância do fenótipo sensorial na terapêutica da dor neuropática

Kamila Gonçalves Tortorelli

 

Por intermédio desta investigação científica, estudiosos da Divisão de Pesquisa e Terapia Neurológica da Dor da Alemanha, demonstram que a perda sensorial, qualidade de vida, a funcionalidade diária e os aspectos psíquicos de pacientes com dor neuropática, possuem um papel mais relevante na manutenção do bem-estar emocional destes indivíduos, do que a intensidade da dor em si.

 

Nesta pesquisa foram formados três grupos, cada um correspondente a um fenótipo sensorial específico para pacientes com dor neuropática, desenvolvidos em estudos prévios a partir de diferentes perfis somatossensoriais, sendo esses: perda sensorial, hiperalgesia mecânica e hiperalgesia térmica. Ao total, participaram 433 indivíduos com dor neuropática de diversas etiologias. Os participantes foram submetidos a um Teste sensorial quantitativo padronizado (QST), elaborado pela Rede Alemã de Pesquisa em Dor Neuropática, ao Inventário Breve da Dor (BPI), à Escala Graduada de Dor Crônica (GCPS), à Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS), ao teste Euro Quality of 5D-3L and EQ-VAS, e à Escala de Catastrofização da Dor (PCS). O objetivo deste estudo foi avaliar o impacto destes fenótipos sensoriais na qualidade de vida, funcionalidade e bem-estar emocional.

 

Portanto, as investigações deste experimento reforçam o pressuposto de que para se obter êxito no processo terapêutico da dor neuropática, é essencial analisar todo o contexto biopsicossocial do paciente, e não se restringir somente à intensidade de sua dor.

 

Referência: Gierthmühlen J, Böhmer J, Attal N, et al. Association of sensory phenotype with quality of life, functionality, and emotional well-being in patients suffering from neuropathic pain. Pain. 2022;163(7):1378-1387. doi:10.1097/j.pain.0000000000002501

 

Alerta submetido em 17/06/2022 e aceito em 08/07/2022.