DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 


Hipotermia e dor neuropática

Lisa Oliveira

 

Muitos pacientes em uso de quimioterápicos desenvolvem a neuropatia periférica como um efeito colateral do tratamento. Essa patologia envolve principalmente a função sensorial periférica, mas também pode afetar as habilidades motoras, o que diminui significativamente a qualidade de vida dos pacientes acometidos. Entretanto, ainda não há um tratamento que demonstre eficácia para a minimização da Neuropatia Periférica Induzida por Quimioterápicos (NPIQ). Sabendo-se dos benefícios que a hipotermia terapêutica demostra em relação a lesões nervosas, o estudo em questão buscou investigar os efeitos neuroprotetores da hipotermia na fisiopatologia da neuropatia periférica induzida por quimioterápicos, mais especificamente o Paclitaxel. Para isso foi induzido NPIQ em ratos pela infusão intravenosa de paclitaxel enquanto era realizada a hipotermia protetiva em região lombar.

 

Inicialmente foram realizados testes comportamentais e após estes testes, deu-se inicio a indução da neuropatia periférica por paclitaxel. A hipotermia foi realizada pela colocação de uma bolsa de água de temperatura controlada na superfície da região lombar. Após a utilização da hipotermia foram avaliadas as propriedade eletrofisiológicas do nervo caudal e ciático incluindo velocidade de condução nervosa, potenciais de ação muscular compostos, e potenciais de ação de nervos sensorial. Avaliaram, ainda, a resposta inflamatória produzida no sistema nervoso e a influência no fluxo sanguíneo periférico e concentração de paclitaxel. Os testes comportamentais foram realizados novamente ao final do estudo.

 

Foram demonstrados resultados efetivos no uso da hipotermia como prevenção para a neuropatia periférica, com resultados significativos dos testes comportamentais e diminuição da neuroinflamação, além de não atingir a eficácia do quimioterápico na área tumoral. Desta forma a hipotermia pode ser uma intervenção eficaz para a neuropatia periférica induzida por Paclitaxel.

 

Referência: Beh ST, Kuo YM, Chang WW, Wilder-Smith E, Tsao SH, Chen LT, Liao LD. Preventive hypothermia as a neuroprotective strategy for paclitaxel-induced peripheral neuropathy. Pain. 2019. [Epub ahead of print].

 

Alerta submetido em 20/05/2019 e aceito em 20/05/2019.

 


Leitura original e/ou complementar