Alerta postado em: 04/11/2019 e aceito em: 04/11/2019
 

DOL - Dor On Line

Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Universidade de Brasília - Campus de Ceilândia

Principal    |    Editoriais    |    Edições    |    Sobre a Dor    |    Glossário    |    Projeto DOL    |    Publicações    |    Contato

   
 

Alerta da edição mensal

 

 

Fatores de risco para a dor intensa após cirurgia de coluna vertebral

Thaise Loyanne Felix Dias

 

A dor é altamente prevalente após a cirurgia na toracolombar (TL), sendo que mais de 50% destes pacientes experimentam dor classificada como intensa (>7) em Sala de Recuperação Pós-Anestésica. Devido a isto, o presente estudo objetivou identificar associação entre óxido nitroso (utilizado na anestesia geral) e variáveis anestésico-cirúrgicas como a dor pós-operatória intensa para este tipo de cirurgia. Para isto, analisou-se o prontuário de 197 pacientes, sendo estes divididos em dois grupos: dor leve a moderada e dor intensa em SRPA.

 

A incidência da dor intensa em SRPA foi de 53,3% (n=90). Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos na utilização de óxido nitroso durante a cirurgia. Porém, encontrou-se associação das variáveis anestésico-cirúrgicas com a dor intensa em SRPA, sendo estas: idade (<65 anos), maior incapacidade funcional, menor tempo de duração da cirurgia, menor perda sanguínea e controle analgésico com opioides. Na análise de regressão, encontrou-se que a idade entre 19 a 75 anos e a maior incapacidade funcional aumentam 2,86 e 1,03 as chances de ter dor intensa em SRPA, respectivamente.

 

Pacientes mais jovens e com maior incapacidade funcional são fatores de risco que merecem maior atenção nesta unidade. Destaca-se que o controle da dor pós-operatória para este tipo de cirurgia é difícil, o que torna importante a admissão de protocolos institucionais para o seu manejo adequado.

 

Referência: Rungwattanakit P, Sondtiruk T, Nimmannit A, Sirivanasandha B. Perioperative Factors Associated with Severe Pain in Post-Anesthesia Care Unit after Thoracolumba Spine Surgery: A Retrospective Case Control Study. Asian Spine J 2019, 13(3):441-449.

 

Alerta submetido em 04/12/2019 e aceito em 10/02/2020.